As malandragens de Red Auerbach pela voz de Phil Jackson

No meu momento de leitura diária a caminho de casa tenho estado entretido a ler o livro do Phil Jackson “Eleven Rings: The Soul of Success” que retrata a sua capacidade de motivar as suas equipas e de domar as estrelas e que fez dele um treinador excepcional. Neste livro que aborda os diversos momentos de carreira de PJ primeiro enquanto jogador que retrata muitos embates em campo contra os Celtics das míticas equipas de Bill Russel ou John Havlicek como também os embates enquanto treinar do em Bulls e Lakers onde a rivalidade com Boston não deixou de ser tema de destaque. É um livro que recomendo a todos e que mostra o “interior” da nba e da convivência das equipas dos Bulls de Jordan entre outros momentos ricos e claro toda a mística da cultura zen que é imagem de marca de Phil e como a utilizou para motivar jogadores de alto rendimento sujeitos a momentos de pressão extrema.

Mas o que me motivou a voltar à actividade dos post’s no Camisola 34, foi o facto de falar aqui um pouco sobre a figura lendária dos Celtics, Red Auerbach! 

Num dos capítulos do Livro Phil Jackson fala da sua experiência enquanto jogador nos embates contra os Celtics e das “malandragens ” que Auerbach engendrava para se se valer de todos os truques para favorecer sua equipa. Phil Jackson conta que “Auerbach era um mestre nas malandragens do jogo. Uma de suas manobras marcantes era acender um charuto em sinal de que sua equipa venceria a partida, o que enfurecia os adversários, sobretudo quando o placard estava apertado.

Outro dos episódios protagonizados por Red foi algo que os Spurs fizeram a mesma maldade aos Heat de Lebron James nas finais, quem não se lembra do pavilhão dos Spurs em brasa com o calor para afectar o King e companhia. Auerbach já o tinha ensaiado no passado, Phil Jackson relata que no embate entre os Knicks e os Celtics na final de conferencia de 1973, quando Boston conseguiu a vantagem casa, Red Auerbach aproveitou-se disso para fazer mais uma maldade.

Quando jogávamos em Boston, ele tornava sempre a nossa vida um inferno: éramos colocados em balneários onde as chaves não funcionavam, faltavam as toalhas e o aquecedor era regulado acima de quarenta graus, isso sem que pudéssemos abrir as janelas.
Nessa série, ele colocou-nos em balneários diferentes a cada jogo, e o último – no jogo 7 – era um quartinho apertado das limpezas, sem armários e com um teto tão baixo que a maioria de nós tinha que se baixar para se vestir.

Achei que este tema daria um bom post para os adeptos da NBA e dos Celtics em Particular e serve para recordar as travessuras de Red Auerbach o lendário Jogador Hall of Fame, Treinador, GM e Presidente dos Celtics que conquistou um total de 938 vitórias com os Celtics e se transformou no treinador com mais vitórias na história da NBA até a temporada 1994-95, quando foi superado por Lenny Wilkens. Enquanto GM os Celtics que ganharam sete campeonatos entre as temporadas de 1970 e 1980.

A camisola número 2 foi retirada em sua homenagem durante a temporada 1984-85 e certamente que não passou indiferente a ninguém o seu nome no court do TD Garden em jogos dos Celtics!

A NBA também homenageia antigo treinador dando o seu nome ao  prémio de treinador do ano como “Red Auerbach Trophy”.

Entrega e Capacidade de Luta… mas Spurs

Como diz o titulo “Entrega e Capacidade de Luta… mas Spurs”. É o resumo do nosso terceiro jogo frente aos San Antonio Spurs no TD Garden.

Bater estes Spurs já a partida seria uma tarefa na teoria árdua e complicada, mas em campo é quase impossível.

Continue reading Entrega e Capacidade de Luta… mas Spurs